Aposentados do INSS que ganham acima do salário mínimo terão reajuste de 5,45%

Para definir o aumento para esses aposentados que ganham mais do que o piso previdenciário, o governo usa o INPC acumulado do ano anterior

Thâmara Kaoru, do CNN Brasil Business, em São Paulo
12 de janeiro de 2021 às 09:48 | Atualizado 12 de janeiro de 2021 às 14:53
Previdência Social
Agências da Previdência Social: aposentados e pensionistas terão reajuste de 5,45% neste ano
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que ganham acima do salário mínimo terão um reajuste de 5,45% neste ano. O índice é maior do que os 4,48% concedido no ano passado. Com o aumento, o teto do INSS deverá ficar em R$ 6.433,57 neste ano. Os valores deverão ser confirmados em publicação no Diário Oficial da União.

Para definir o reajuste dos beneficiários do INSS acima do salário mínimo, o governo usa o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado do ano anterior. O indicador de 2020 foi divulgado nesta terça-feira (12) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o reajuste para os segurados do INSS com benefícios acima do piso previdenciário obedece a lei 8.213, de 1991.

Para quem começou a receber a aposentadoria ou pensão a partir de fevereiro de 2020, os índices de reajuste variam conforme o mês de concessão do benefício, e ainda serão divulgados pelo governo.

Reajuste para quem ganha um salário mínimo fica menor

Para os aposentados e pensionistas que recebem benefício no valor de um salário mínimo, o aumento será menor, de 5,26%. O valor segue o reajuste do salário mínimo, que passou de R$ 1.045 para R$ 1.100 neste ano.