IPO da Eletromidia pode movimentar cerca de R$870 milhões

A precificação da oferta está prevista para acontecer em 10 de fevereiro, com as ações estreando na Bovespa dois dias depois sob o ticker 'ELMD3

Aluísio Alves, da Reuters
22 de janeiro de 2021 às 13:03 | Atualizado 22 de janeiro de 2021 às 13:06
Totem da Eletromidia na praia
Foto: Divulgação/Site

A empresa de painéis de publicidade Eletromidia pode movimentar cerca de R$870 milhões em sua oferta inicial de ações (IPO), segundo cálculos da Reuters com base em dados publicados pela companhia nesta sexta-feira (22).

O cálculo tem como parâmetro R$20,405 por ação, o centro da faixa indicativa definida pelos coordenadores da oferta, de 17,81 a 23,00 para cada um dos 42.557.232 papéis do lote base.

A operação ainda pode ser ampliada em até 35%, ou 14,9 milhões de ações, para atender eventual excesso de demanda, o que elevaria o montante total para R$1,17 bilhão, assumindo o mesmo preço de venda.

A precificação da oferta está prevista para acontecer em 10 de fevereiro, com as ações estreando na Bovespa dois dias depois sob o ticker 'ELMD3'.

Fundada em 1993 e com sede em São Paulo, a Eletromidia se apresenta como líder do setor no país, com 54 mil painéis tanto digitais como estáticos expostos em locais como elevadores, metrô, shopping centers e aeroportos.

Quando revelou seus planos para um IPO no mês passado, a empresa afirmara que pretendia usar os recursos da venda de ações novas (92%) da oferta para expansão orgânica e aquisições. Os fundos Vesuvius LBO e Olonk também venderão uma fatia na operação que é coordenada por Morgan Stanley, Itaú BBA, Bradesco BBI, Santander e UBS-BB.