Economia mundial deve crescer em 2021; veja as previsões de PIB para os países

Para o Brasil, a expectativa é de que a economia tenha encolhido -4,5% em 2020 e cresça 3% em 2021

Marcia Tojal, colaboração para o CNN Brasil Business
23 de janeiro de 2021 às 05:00
Dinheiro
Foto: Jason Leung / Unsplash

A economia mundial deve crescer 4% em 2021, segundo as projeções mais recentes do Banco Mundial, divulgadas em janeiro. Num cenário negativo, com o aumento da Covid-19 e o atraso na vacinação, essa previsão pode cair para 1,6%. Por outro lado, num cenário positivo, com pandemia controlada e vacinação rápida, o crescimento global poderia acelerar para quase 5%, estima a instituição.

"Embora a economia mundial pareça ter entrado em um período de recuperação moderada, os formuladores de políticas públicas enfrentam desafios tremendos —em termos de saúde pública, gestão da dívida, políticas orçamentárias, banco central e reformas estruturais— ao tentar garantir que esta recuperação global ainda frágil ganhe força e estabeleça a base para o crescimento robusto", afirmou o presidente do Grupo Banco Mundial, David Malpass.

O Banco Mundial calcula que a economia global tenha encolhido 4,3% em 2020. O número é 0,9 ponto percentual melhor do que o previsto pela entidade em junho. Segundo a instituição, isso se explica pelas contrações menos profundas nas economias avançadas e uma retomada mais robusta na China.

Quanto devem crescer os países em 2021

Nas economias avançadas, a recuperação incipiente paralisada no terceiro trimestre após a volta das infecções por Covid-19, aponta para uma retomada mais lenta e difícil, diz o Banco Mundial. 

O PIB (Produto Interno Bruto) dos EUA apresenta previsão de expansão de 3,5% em 2021, após uma contração estimada de 3,6% em 2020.

Na zona do euro, o PIB está previsto para crescer 3,6% neste ano, depois de um declínio de 7,4% em 2020.

A atividade econômica no Japão, que encolheu 5,3% no ano recém-terminado, apresenta previsão de crescimento de 2,5% em 2021.

A economia chinesa deve expandir 7,9% neste ano. O país divulgou um crescimento de 2,3% em 2020. 

Para o Brasil, a expectativa é de que a economia tenha encolhido -4,5% em 2020 e cresça 3% em 2021 –abaixo da previsão para os países de América Latina e Caribe, de alta de 3,7% este ano.

Outras projeções

A agência de classificação de risco Fitch Ratings acredita que este ano será registrado um crescimento global de 5,3%. Uma taxa de crescimento de mais de 5% do PIB mundial pode ser considerada alta para os padrões históricos --a média é de 2,6% ao ano desde 1990.

O Morgan Stanley, empresa americana de serviços financeiros, está bem mais otimista e prevê um crescimento de 6,4%.

O banco ainda alerta para uma outra oportunidade: as economias dos países raramente se movem em sintonia, e isso deve acontecer neste ano. Uma recuperação global, em que o crescimento nos mercados desenvolvidos e emergentes acontece de maneira sincronizada, aconteceu poucas vezes nos últimos 40 anos. E o Morgan Stanley acredita que isso poderia acontecer a partir do segundo trimestre de 2021. 

O pontapé viria dos mercados emergentes, especialmente a China, impulsionando o crescimento do PIB global. Não à toa, diversas matérias-primas estão batendo preços históricos com a forte procura asiática. E, com a vacina chegando de maneira mais célere, é de esperar que os mercados desenvolvidos saiam dos seus lockdowns recentes e se juntem ao movimento de recuperação.