Possível fim do Uno e 4 lançamentos: os planos da Fiat para o Brasil em 2021

Marca diz que modelo veterano ainda pode ser vendido por um tempo. Montadora introduzirá mais 4 novidades neste ano

Thiago Moreno, colaboração para o CNN Brasil Business
03 de fevereiro de 2021 às 21:23 | Atualizado 03 de fevereiro de 2021 às 21:30
Fiat Uno
Fiat Uno
Foto: Divulgação

Durante reunião com a imprensa, a Fiat do Brasil revelou um pouco de seus planos para o mercado nacional ao longo de 2021. Uma das coisas que ainda não está completamente definida é o destino de um de seus carros mais antigos ainda em produção: o Uno, lançado originalmente em 1984.

De acordo com Herlander Zola, diretor da marca Fiat para o Brasil, “o Uno hoje ainda atende um público que usa o carro para trabalhar, apesar dos números menores de vendas”. Em 2020, o carro emplacou apenas 22.737 unidades. “Se você for em uma concessionária da Fiat, dificilmente vai ver um Uno, em qualquer versão, no showroom”, afirmou o executivo em relação ao perfil utilitário do hatch.

 

Em tom bem humorado, Zola citou ainda o meme de internet do “Uno com escada no teto” para reforçar a posição atual do carro como boa escolha para frotistas e empresas. Apesar de tudo isso, o executivo da Fiat foi realista e afirmou que a Stellantis, formada após a fusão dos grupos Fiat-Chrysler e Peugeot-Citroën, tomará uma decisão sobre o destino do carro antes do final do ano. Neste momento, tirá-lo de produção não está fora de cogitação.

Isso acontece não só por conta dos números mais baixos de vendas. O Uno também encontra concorrência dentro da própria Fiat, que lançou mais dois hatches de categorias similares desde o lançamento do modelo. Um deles é o Mobi, menor, mais barato e feito para atrair um público mais jovem, mas também caiu no gosto das empresas por conta do preço menor. O outro é o Argo, maior e mais refinado, que oferece melhor relação custo benefício.

Segundo Herlander Zola, nada está confirmado, porém. Além de ainda ter participação relevante nas vendas diretas por CNPJ, o Uno também tem boa aceitação em outros mercados para os quais é exportado, como Argentina e Uruguai, por exemplo. O executivo diz ser possível descontinuar o hatch por aqui, mas mantê-lo em produção para venda em outros países.

Um pouco da história do Uno

Com praticamente 37 anos de história no mercado brasileiro, o Uno é um projeto original do estúdio italiano Italdesign, do renomado designer Giorgetto Giugiaro. Sua primeira geração conseguiu o feito de continuar em produção no Brasil até 2013, quando a legislação que exigia a instalação de airbags e freios ABS em todos os carros novos entrou em vigor. Com bom aproveitamento de espaço interno, mecânica simples e preços baixos, foi o escolhido por diversas empresas em seus últimos anos.

Fiat Uno SX, primeira geração
Fiat Uno SX, primeira geração
Foto: Divulgação

A segunda e atual geração foi apresentada por aqui em 2010 e conviveu com a antiga por alguns anos. Ela evoluiu as linhas retas do antecessor em favor de contornos mais arredondados, mas sem perder a praticidade do formato mais quadrado. O Fiat Uno recebeu então duas atualizações visuais, uma em 2014 e outra em 2016, já como linha 2017.

Quatro lançamentos no Brasil

Enquanto a marca ainda aguarda para bater o martelo sobre o destino do Uno no Brasil, ela confirmou alguns de seus planos para apresentar mais carros por aqui ao longo de 2021. Serão ao menos quatro importantes lançamentos contando apenas a Fiat, uma das marcas da Stellantis. As novidades incluirão desde carros elétricos até renovações de produtos atuais.

Uma delas será o lançamento da nova geração do Fiat 500. O simpático carro da marca italiana passou por uma repaginação total no ano passado para o mercado Europeu. Agora, o carro é 100% movido a baterias e fará parte da estratégia de eletrificação dos produtos da Stellantis no Brasil. Seu propósito será mais de reforçar a marca Fiat do que gerar grandes volumes de vendas.

Fiat 500 elétrico
Fiat 500 elétrico
Foto: Divulgação

Entre os veículos convencionais a combustão, um dos lançamentos mais aguardados para 2021 e confirmado pela Fiat trará mudanças para a picape Toro. Apresentada em 2016, a caminhonete passará pela primeira atualização visual. O mais importante ficará sob o capô, pois aguarda-se a estreia de uma nova família de motores turbinados da empresa.

Fiat Toro
Fiat Toro
Foto: Divulgação

A renovada Fiat Strada, líder de vendas entre as picapes, também receberá novidades. Em 2021, a marca introduzirá um novo câmbio automático do tipo CVT, com relações continuamente variáveis, focando em performance e economia de combustível.

Por último, a marca deverá lançar o seu primeiro SUV compacto em um dos segmentos mais competitivos do mercado nacional atualmente. A novidade também chegará até o final do ano e usará a mesma base do atual Fiat Argo.