Rezende: Autonomia do BC é boa para decisões sem depender dos ares do governo

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende comentou sobre o projeto de autonomia do Banco Central (BC)

Da CNN, em São Paulo
08 de fevereiro de 2021 às 11:37

 

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (8), Sidney Rezende comentou a reunião para tratar do projeto de autonomia do Banco Central (BC), que terá a participação do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do BC, Roberto Campos Neto.

Para o jornalista, a autonomia do Banco Central seria boa para que decisões como definição de taxas de juros, por exemplo, possam ser tomadas pensando para além da economia local. "A princípio, eu sou favorável à autonomia do Banco Central por conta disso, para ele ser um guardião da política monetária e criar as condições econômicas necessárias independente dos ares do governo. Acho que isso ajuda o país", disse Rezende.

"Se o Banco Central conseguir se distanciar dos bancos privados, vai tomar decisões autônomas importantes. Mas se o BC ficar, além de independente, dependente desse setor, que manda muito no Brasil, eu vejo com enorme preocupação. E vai ser difícil consertar isso lá adiante. Só com fiscalização do Congresso Nacional, da sociedade e conhecimento do que isso significa. Em tese, Banco Central independente é bom para a economia", concluiu o comentarista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (8.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.