Maioria das Bolsas da Ásia fecha em alta após recordes em Wall Street

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo
09 de fevereiro de 2021 às 07:57 | Atualizado 09 de fevereiro de 2021 às 08:58

Foto: Aly Song/Reuters

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, após mais um dia de recordes em Wall Street. Os mercados chineses lideraram os ganhos na região hoje, impulsionados por ações do setor petrolífero e químico. O Xangai Composto subiu 2,01%, sua maior alta em quase um mês, encerrando o pregão aos 3.603,49 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 2,43%, a 2.418,24 pontos.

No Japão, o Nikkei se valorizou 0,40%, a 29.505,93 pontos, e em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 0,53%, a 29.476,19 pontos. Exceção, o sul-coreano Kospi caiu 0,21% em Seul, a 3.084,67, pressionado por saídas de capitais externos. Em Taiwan, a bolsa não operou pelo segundo dia consecutivo, à espera do feriado do ano-novo chinês.

Ontem, os índices acionários de Nova York fecharam em máximas históricas, encorajados por dados que mostram a desaceleração do contágio por covid-19 e avanço da vacinação nos EUA e pela possibilidade de que o governo Biden consiga lançar um novo pacote fiscal para ajudar a economia americana a superar os impactos da pandemia.

Já na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, prejudicada por balanços de empresas locais. O S&P/ASX 200 caiu 0,86% em Sydney, a 6.821,20 pontos.