Sem auxílio, expectativa é que setor de serviços não se recupere no 1º trimestre

Setor de serviços registrou queda de 0,2% em dezembro de 2020

Da CNN, em São Paulo
11 de fevereiro de 2021 às 10:33 | Atualizado 11 de fevereiro de 2021 às 10:36

Especialistas dizem que neste primeiro trimestre do ano, sem o auxílio emergencial, o setor de serviços, que segundo o IBGE registrou queda de 0,2% em dezembro de 2020, pode ficar pior. 

O consenso entre os economistas é que, a depender do ritmo da vacinação contra o novo coronavírus no país, as coisas poderiam começar a melhorar só a partir de abril.

O acumulado do ano passado ficou em retração de 7,8%. Não há muita confiança dos consumidores e isso faz com que o varejo venda menos e as indústrias produzam menos. 

(Publicado por Thâmara Kaoru)