Elon Musk perde o posto de homem mais rico do mundo para Jeff Bezos

Segundo Índice Bloomberg Billionaires, Bezos tem uma fortuna avaliada em US$ 191 bilhões, em comparação com os US$ 190 bilhões de Musk

Jordan Valinsky, do CNN Business
17 de fevereiro de 2021 às 12:16 | Atualizado 17 de fevereiro de 2021 às 12:36
Jeff Bezos
Jeff Bezos, fundador e presidente da Amazon
Foto: Divulgação

 

Jeff Bezos retomou o título de pessoa mais rica do mundo, encerrando o reinado de cerca de seis semanas de Elon Musk no topo da lista. Musk perdeu cerca de US$ 4,5 bilhões na terça-feira (16) depois que as ações da Tesla caíram 2,4%, o que foi o suficiente para colocá-lo em segundo lugar no ranking do Índice Bloomberg Billionaires.

O patrimônio líquido de Bezos também caiu à medida que o mercado de ações perdeu terreno — mas a sua perda não foi tão extrema, foi de cerca de US$ 372 milhões. Isso foi o suficiente para recuperar o título que ocupou por cerca de três anos.

O índice atualmente diz que Bezos tem fortuna avaliada em US$ 191 bilhões, em comparação com os US$ 190 bilhões de Musk.

 

O salto de Musk para o primeiro lugar aconteceu no início de janeiro, quando as ações da Tesla dispararam. Os 170 milhões de ações que ele possui da Tesla tiveram valorização de US$ 106 bilhões durante 2020, à medida que as ações subiram 743% durante o ano.

O CEO da Tesla também atiçou os investidores a entrar em um frenesi, levando as ações da GameStop explodirem (e mais tarde murcharem).

Bezos também teve um ano 2020 bastante robusto. A participação do CEO da Amazon na empresa aumentou US$ 75 bilhões para US$ 173,3 bilhões, devido ao salto nas vendas impulsionado pela pandemia Covid-19.

No início deste mês, ele anunciou que está deixando o cargo de CEO e fará a transição para o cargo de presidente-executivo ainda neste ano.

Enquanto isso, Bill Gates permanece como a terceira pessoa mais rica do mundo, com US$ 137 bilhões.

Chris Isidore contribuiu para esta matéria.