PF faz operação para combater fraudes no auxílio emergencial em quatro estados

Cerca de 200 policiais cumprem 66 mandados de busca e apreensão na Bahia, Tocantins, Paraíba e Minas Gerais

Vianey Bentes, da CNN, em Brasília
18 de fevereiro de 2021 às 10:02 | Atualizado 18 de fevereiro de 2021 às 17:42

A Polícia Federal está nas ruas nesta quinta-feira (18) com a Operação Terceira Parcela. Cerca de 200 policiais cumprem 66 mandados de busca e apreensão na Bahia, Tocantins, Paraíba e Minas Gerais. A suspeita é de que os envolvidos pegavam recursos do auxílio emergencial de pessoas que não tinham pedido e utilizavam para pagamento de boletos.

As investigações vieram à tona após reclamações da Caixa Econômica Federal e de dados cruzados com a PF.

 

Auxílio emergencial
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

A operação desta manhã, considerada pela Polícia Federal como a maior já realizada no Brasil, busca desestruturar ações que causam prejuízo ao programa assistencial e, por consequência, atingem uma parcela da população vulnerável.

A Operação Terceira Parcela contou com apoio do Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União, que participam da estratégia integrada de atuação contra as fraudes ao auxílio emergencial, cujos objetivos são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam neste tipo de crime.