Como o governo vai recuperar a credibilidade da Petrobras com o mercado

Neste episódio do Abertura de Mercado, entenda as reações do mercado financeiro no primeiro dia de pregão em meio a suspeitas de interferência na Petrobras

André Jankavski, do CNN Brasil Business, em São Paulo
23 de fevereiro de 2021 às 06:00
Plataforma da Petrobras
Funcionários na plataforma P-50, da Petrobras, na Bacia de Campos: investidores estão em dúvida quanto ao futuro da estatal
Foto: REUTERS/Bruno Domingos

As previsões mais pessimistas sobre a Petrobras se confirmaram no pregão desta segunda-feira (22): as ações da petrolífera fecharam em queda de quase 20%. Na ponta do lápis, o prejuízo foi de R$ 91,12 bilhões. Agora, crescem as expectativas sobre como o governo vai sair dessa confusão e recuperar a credibilidade da estatal.

Enquanto Bolsonaro seguiu com declarações polêmicas nesta segunda, Paulo Guedes avalia uma medida provisória que pode diminuir a participação do Estado na Eletrobrás, confirmando a agenda liberal do governo. 

Neste episódio, entenda as reações do mercado financeiro no primeiro dia de pregão em meio a suspeitas de interferência na Petrobras. Para o economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Felippe Serigati, a única alternativa para acalmar o mercado seria uma fala mais contundente de algum ministro liberal do governo.

 Ouça também as dicas de especialistas para quem tem ações na Petrobras, e como os principais indicadores econômicos refletiram a preocupação do mercado e apontam para um efeito cascata na economia. Por fim, como caminha o texto da PEC Emergencial e os cortes que ela prevê na educação e saúde. 

Na agenda desta terça-feira (22), a atenção segue voltada às reações do mercado. A temporada de balanços também segue, com os resultados do quarto trimestre do grupo Pão de Açúcar, Telefônica Brasil, Smiles e CSN.