Economia confirma antecipação de R$ 38 bi de dívidas do BNDES com Tesouro

Autorização, assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira (24)

Anna Russi e Marília Ribeiro, do CNN Brasil Business, em Brasília
24 de fevereiro de 2021 às 18:40
Dinheiro
Notas e moedas de Real
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 

O Ministério da Economia confirmou a antecipação de parcela de R$ 38 bilhões da dívida do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com o Tesouro Nacional. A autorização, assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira (24). 

 

De acordo com o BNDES, a antecipação leva em consideração o planejamento financeiro e a governança do BNDES, fundamentada em análises de liquidez, fluxo de caixa, riscos e jurídica.

Em sua maioria, a dívida do BNDES com a União é resultado de empréstimos bilionários do Tesouro Nacional, realizados entre 2008 e 2018, totalizando R$ 440 bilhões. 

As liquidações antecipadas começaram em 2016, no governo Michel Temer (MDB). Em 2019, já no governo Jair Bolsonaro, houve uma devolução antecipada de R$ 100 bilhões. Em 2020, nenhum valor foi antecipado por causa da crise econômica.

De acordo com o BNDES, a quantia faz parte dos R$ 160 bilhões de dívidas remanescentes, além do instrumento especial de capital próprio (IECP) no montante de R$ 36 bilhões.