Rede D'Or tem lucro líquido de R$ 302,9 milhões no 4º trimestre, alta de 7%

Em 2020, porém, essa linha do balanço registrou queda de 28,8% ante 2019, para R$ 2,481 bilhão

Fabiana Holtz, da Agência Estado
25 de fevereiro de 2021 às 11:22
Ricardo Moraes/ REUTERS
Placa da Rede D'or
Foto: Ricardo Moraes/ REUTERS

A Rede d'Or São Luiz registrou lucro líquido de R$ 302,9 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 7% sobre o mesmo período do ano passado. No ano de 2020, a rede de hospitais reportou lucro de R$ 459,4 milhões, desempenho 61,4% inferior ao de 2019. No comparativo entre mesmos trimestres, o Ebitda ajustado da companhia cresceu 24,5%, somando R$ 1,142 bilhão.

Em 2020, porém, essa linha do balanço registrou queda de 28,8% ante 2019, para R$ 2,481 bilhão. Entre o quarto trimestre de 2019 e o quarto trimestre de 2020, o resultado financeiro foi negativo em R$ 344,5 milhões, indicando uma piora de 38,1%.

A receita líquida registrou expansão de 21,9% no intervalo, somando R$ 4,168 bilhões no período de outubro a dezembro do ano passado. Em 2020, a receita cresceu 5,3%, para R$ 14,029 bilhões.

Operação

O volume de internações nos hospitais da rede, medido pelo indicador 'paciente dia' mostrou forte recuperação no quarto trimestre, com alta de 10,7% ante igual período do ano anterior, e de 8,2% frente ao terceiro trimestre, apesar do efeito sazonal de redução dos procedimentos realizados próximo ao período de festas de fim de ano.

Em comentários que acompanham o informe de resultados, a empresa observa que a recuperação contrasta com o impacto registrado durante o segundo trimestre de 2020, quando no início da pandemia, o volume de internações havia registrado queda de 20,6% ante o segundo trimestre de 2019.

Em 2020, a Rede D'Or investiu a soma recorde de R$ 3,8 bilhões, sendo que R$ 2,4 bilhões foram direcionados para aquisições, e o restante investido principalmente no desenvolvimento de novos hospitais, expansões de ativos existentes, e renovações.

Entre os destaques do ano a empresa aponta a inauguração do Hospital Glória D'Or, no Rio de Janeiro, e aquisição de sete hospitais em diferentes regiões.

"A Companhia iniciou o ano com quatro aquisições de hospitais anunciadas no fim de 2020 aguardando a conclusão formal, e mais de 30 projetos em diferentes estágios de desenvolvimento", acrescenta a companhia. A Rede D'Or encerrou 2020 com uma posição de caixa e equivalentes de R$ 15,727 bilhões.