BNDES conclui em março 1º fase do estudo que busca parceria privada com Correios

A busca por parcerias privadas para os Correios faz parte da agenda de privatizações defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes

Lucas Janone, da CNN Brasil, no Rio de Janeiro
26 de fevereiro de 2021 às 14:08 | Atualizado 26 de fevereiro de 2021 às 14:13
Agência dos Correios
Agência dos Correios
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (12.mar.2018)

As fases preliminares do estudo elaborado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que busca avaliar possíveis parcerias com a iniciativa privada para os Correios está prevista para ser concluída em março. Depois que a análise for finalizada, o projeto será votado pelo Conselho do Programa de Investimentos (CPPI).

A busca por parcerias privadas para os Correios faz parte da agenda de privatizações defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Na quarta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro entregou ao Congresso um projeto de lei para a desestatização dos Correios

A primeira etapa do levantamento que busca novos modelos para a estatal consiste em uma análise e um diagnóstico estratégico sobre o setor postal brasileiro. E, posteriormente, uma comparação com modelos vigentes em outros países. 

“O estudo está em busca de um modelo mais moderno do setor, com mais agilidade e mais qualidade nos serviços prestados à toda população. A intenção é criar um ambiente favorável para parcerias que tragam mais investimentos ao setor”, destacou o BNDES.

Após a conclusão da fase preliminar do estudo e da aprovação pelo CPPI, o projeto passa para a próxima etapa, onde o processo de privatização começa a ser desenvolvido. Por último, na Fase 3, será feito a implementação do novo modelo e iniciado a inserção da empresa no Programa Nacional de Desestatização (PND). A data para a finalização de todas as etapas ainda não foi divulgada.