Tem criptomoedas? Saiba o que mudou na hora de declarar o Imposto de Renda

Todos que tiverem criptomoedas devem enviar a declaração, porém apenas aqueles que movimentaram mais de R$ 35 mil serão tributados

Da CNN, em São Paulo
02 de março de 2021 às 16:41

No primeiro dia para enviar a declaração de Imposto de Renda, mais de 438 mil brasileiros já enviaram seus formulários de rendimento para a Receita Federal. Para além das clássicas categorias de declaração, este ano o IR apresenta algumas mudanças para quem precisa declarar criptomoedas.

Desde 2019, quem movimentava mais de R$ 30 mil em moedas digitais era obrigado a declarar para o Imposto de Renda. Neste ano, a regra mudou e todas as pessoas que tiverem criptomoedas devem enviar a declaração. Porém, apenas aqueles que movimentaram mais de R$ 35 mil com esses ativos serão tributados.

A Receita Federal também adicionou novos itens na lista de bens e direitos para declarar. Agora, o formulário passou a incluir três códigos específicos para criptomoedas para melhor discriminar a origem dos ativos.

  • 81- criptoativo bitcoin - BTC
  • 82 - outros criptoativos, do tipo moeda digital, conhecido como altcoins
  • 89 - demais criptoativos não considerados criptomoedas (payment tokens)

"O código específico vai ajudar com que a Receita Federal faça o cruzamento de informação dos contribuintes com as informações vindas das operadoras no Brasil. Com essas duas informações, a RF poderá saber se o contribuinte deixou de declarar algum ativo, e o contribuinte poderá checar se houve omissão da receita para fins tributários", diz Richard Domingos, diretor da Confirp Contabilidade.

criptomoedas
Criptomoedas
Foto: REUTERS/Dado Ruvic