Prévia do PIB registra alta de 1,04% em janeiro; em 12 meses, queda é de 4,04%

Na comparação com janeiro de 2020, o IBC-Br registrou queda de 0,46%

Anna Russi, da CNN Brasil, de Brasília
15 de março de 2021 às 09:12 | Atualizado 15 de março de 2021 às 11:30

O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), considerado uma "prévia" do PIB (Produto Interno Bruto), avançou 1,04% em janeiro na comparação com dezembro do ano passado, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (15) pelo Banco Central. O resultado foi praticamente o dobro do esperado pelo mercado financeiro, que previa crescimento em torno de 0,5%. 

Essa foi a nona alta consecutiva do indicador, que despencou nos piores meses da pandemia, março e abril. 

Com a alta, o indicador alcançou os 140,3 pontos. Assim, o IBC-Br está levemente acima dos 140,02 pontos registrados em fevereiro de 2020, último mês antes dos impactos da pandemia na economia brasileira. 

Por outro lado, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o indicador recuou 0,46%. Nos últimos 12 meses encerrados em janeiro, a queda é de 4,04%, sem ajuste sazonal. 

As projeções indicam que neste ano a economia deve crescer entre 3% e 3,5%. Se confirmada, a alta compensaria parte da queda histórica de 4,1%, registrada em 2020.