Governo indica diretor de consórcios para ser presidente do Banco do Brasil

O banco estatal anunciou a saída de André Brandão por meio de fato relevante no fim da tarde desta quinta-feira

Guilherme Venaglia e Lígia Tuon, da CNN, em São Paulo
18 de março de 2021 às 19:57 | Atualizado 18 de março de 2021 às 20:31

 

Presidente da BB Administradora de Consórcios desde setembro de 2020, Fausto de Andrade Ribeiro é o nome escolhido pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a presidência da estatal no lugar de André Brandão, que renunciou nesta quinta-feira (18).

Fausto Ribeiro já é funcionário do Banco do Brasil, onde está na gerência executiva desde 2000. Desde setembro de 2020, Ribeiro ocupava o posto de CEO da BB Administradora de Consórcios, braço do banco para o segmento.

Formado em administração e direito, ribeiro também já foi diretor geral da unidade do Banco do Brasil na Espanha de 2013 a 2016.  

André Brandão deixará o comando da instituição estatal no dia 1º de abril, apenas seis meses deposi de ter assumido o cargo. 

Conversas sobre a possível saída vinham desde janeiro, quando Bolsonaro já teria tentado demitir o executivo, depois que o BB anunciou um plano de economia que incluía o fechamento de 361 agências e cerca de 5 mil demissões.

Os rumores se intensificaram após troca de comando na Petrobras, em fevereiro. Na época, Brandão chegou a reclamar com Guedes de que estaria sem condições para trabalhar diante das especulações.

Fausto de Andrade Ribeiro Banco do Brasil
O executivo Fausto Ribeiro, indicado pelo governo Bolsonaro para presidir o Banco do Brasil
Foto: Reprodução/LinkedIn