Em discurso, Powell destacará rápida recuperação da economia dos EUA

Ao Congresso, o presidente do banco central americano também deve dizer que a taxa de desemprego de 6,2% subestima persistente impacto da Covid-19 na economia

Por Gabriel Caldeira e André Marinho, do Estadão Conteúdo
22 de março de 2021 às 19:47 | Atualizado 22 de março de 2021 às 20:11
Federal Reserve Fed
Foto: Reuters/Leah Millis

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, deve enfatizar a rápida recuperação da economia americana, ainda que longe de "completa", durante audiência na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos na terça-feira, (23) segundo discurso publicado pela entidade monetária.

O documento, divulgado nesta segunda-feira, (22) no site do Fed, mostra que Powell irá destacar o papel "sem precedentes" das políticas fiscal e monetária no combate à crise, que preveniu um impacto negativo ainda maior na economia, além da melhora na taxa de emprego e nos gastos com consumo nos EUA.

No discurso, porém, o presidente do Fed afirmará que, mesmo com o acelerado ritmo da economia e a boa perspectiva diante da vacinação em massa contra a covid-19 no país, há setores que apresentam um fraco desempenho, ainda por conta do choque provocado pela crise sanitária.

Como enfatizamos ao longo da pandemia, a trajetória da economia continua dependendo do curso do vírus, dirá Powell, segundo o documento.

O discurso também destaca que a taxa de desemprego nos EUA, de 6,2%, subestima o persistente impacto da covid-19 na economia americana, com o mercado de trabalho ainda em níveis abaixo do período anterior à pandemia.

Diante deste cenário, Powell assegurará aos congressistas que o Fed seguirá dando apoio à atividade nos EUA e se mantém comprometido em usar toda a gama de instrumentos disponíveis para atingir uma recuperação plena.