Rodrigo Limp é indicado pelo governo para presidência da Eletrobras

O atual secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia e ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), substituirá Elvira Presta

Luciano Costa, da Reuters
25 de março de 2021 às 08:21 | Atualizado 25 de março de 2021 às 11:31

O governo do presidente Jair Bolsonaro indicou o atual secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Rodrigo Limp, para assumir a presidência da estatal Eletrobras, informou a pasta em comunicado na madrugada desta quinta-feira (25).

Limp, que também é ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), substituirá Elvira Presta, que assumiu interinamente neste mês o comando da maior elétrica da América Latina.

As mudanças no comando da Eletrobras ocorrem após o ex-presidente da companhia Wilson Ferreira, que assumiu o cargo em 2016, ter renunciado ao posto devido a um convite para liderar a BR Distribuidora.

Ferreira divulgou a renúncia em janeiro, e depois atribuiu o movimento a uma falta de "tração" nos planos do governo para privatização da Eletrobras.

O ex-CEO, no entanto, seguiu com posição no conselho de administração.

Limp foi indicado também para uma vaga no conselho da Eletrobras.

Assim como na Petrobras, o estatuto da companhia prevê que o CEO deve ser um dos conselheiros.

O Ministério de Minas e Energia disse que a indicação de Limp "reafirma o compromisso do governo na continuidade das ações visando ao aumento da eficiência operacional e ao aprimoramento da estratégia de sustentabilidade da Eletrobras".

A pasta também destacou a continuidade do processo para privatização da companhia, atualmente em discussão junto ao Congresso.