Carrefour abre loja sem atendentes em São Paulo

A proposta é fazer com que o tempo de permanência na loja seja apenas o necessário para escolher os produtos

Bruna Arimathea, da Agência Estado
26 de março de 2021 às 13:43
Carrefour Brasil
Carrefour triplica vendas online após COVID-19 no Brasil
Foto: Divulgação

Entra, paga e sai: essa é a intenção do Carrefour ao implementar suas primeiras lojas autônomas no Brasil.

A empresa anunciou nesta semana o lançamento em São Paulo de suas duas primeiras unidades de lojas que não contam com humanos nos caixas e no atendimento - um modelo claramente inspirado no Amazon Go.

A ideia é que isso ajude impulsionar o modelo "mercado de proximidade", nome atual para os "mercadinhos de bairro". As lojas não possuem funcionários para auxiliar a compra nem caixas automáticos - aqueles em que o próprio cliente faz a operação das compras e pagamento.

Segundo Gravata, a proposta é fazer com que o tempo de permanência na loja seja apenas o necessário para escolher os produtos. Por meio do aplicativo Meu Carrefour, o cliente terá acesso à ferramenta Scan&Go, que libera o código da loja para que o cliente possa entrar no estabelecimento.

Depois, com o próprio app, o cliente pode selecionar seus produtos e pagar como se estivesse em um e-commerce. A aprovação do pagamento gera outro código que permite que o cliente saia da loja. Os pontos, porém, devem ser estratégicos durante a operação do modelo pelo Carrefour.

As duas lojas que existem hoje ficam em um condomínio fechado em São Bernardo do Campo e no bairro do Brooklin, em São Paulo, no centro empresarial Cow. As duas funcionam, com restrições, desde meados de dezembro, mas só agora foram publicamente apresentadas.

O modelo também não está sendo pensado ainda para mercados maiores. O objetivo é alcançar lojas de 15 a 45 metros quadrados, que possam oferecer a estrutura de tecnologia requerida pela categoria. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.