Amazon segue concorrentes e começa a fazer entregas no mesmo dia em São Paulo

A modalidade está disponível para os moradores do centro expandido da capital paulista que comprarem até o meio-dia

Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
31 de março de 2021 às 23:15
Amazon
Foto: Divulgação/Amazon

A Amazon Brasil começa a operar nesta quinta-feira (1º) a modalidade de entrega no mesmo dia. Seguindo o exemplo de outras sucursais da empresa mundo afora e de alguns concorrentes brasileiros, a varejista vai fazer entregas ultra rápidas no centro expandido de São Paulo. 

A modalidade está disponível para os clientes da capital paulista que comprarem até o meio-dia. Para receber antes da virada do dia, é preciso pagar R$ 18,90 –ou, no caso de clientes do programa de fidelidade Prime, R$ 14,90. 

Somente os produtos vendidos e entregues pela Amazon estarão disponíveis para entrega rápida. Alguns não entram na modalidade, especialmente se as caixas forem muito grandes.

Esses itens sairão de um dos centros de distribuição (CD) da varejista em Cajamar, na Grande São Paulo. A Amazon opera quatro CDs na cidade – um deles tem 100 mil metros quadrados e é o maior do Brasil. 

“Nossa estratégia é servir o que o cliente quer. Ele sempre vai demandar entregas mais rápidas e, agora, nos sentimos preparados para lançar a modalidade de entrega no mesmo dia”, disse Mariana Roth, líder de Prime e Delivery Experience da Amazon Brasil, em entrevista ao CNN Brasil Business

A executiva conta que a Amazon costuma rodar testes no “modo amigos e família”. Portanto, alguns parentes e amigos de funcionários da Amazon que moram no centro expandido de São Paulo já foram pegos de surpresa com produtos chegando rapidamente às suas casas. 

Segundo Roth, a entrega no mesmo dia vem para atender à “busca pela conveniência”. Alguns perfis de cliente podem ficar especialmente felizes com a novidade, como os gamers, que correm atrás de novos consoles e jogos sempre que há algum lançamento. A empresa também enxerga que a nova modalidade é útil em casos de necessidades como a compra de um celular novo após roubo ou quebra, e entrega de um presente.

Questionada sobre a procura por aumento de participação de mercado no Brasil com o movimento, Roth disse que a Amazon está mais preocupada em atender o cliente e que este é o caminho que leva ao crescimento natural no market share e nas vendas. 

Pedra cantada 

A Amazon dificilmente comenta seus planos para o futuro. Porém, em entrevista ao CNN Brasil Business em novembro do ano passado, o então presidente da operação brasileira da Amazon, Alex Szapiro, deu um pequeno “spoiler” do movimento anunciado pela empresa. 

Após o anúncio da abertura de três novos centros de distribuição no Brasil, Szapiro disse que o objetivo da Amazon era “entregar em dois dias ou até mesmo em um”. Agora, a entrega em 12 horas já é realidade. Szapiro hoje lidera a operação do SoftBank no Brasil. 

Concorrência forte

A Amazon pode ser pioneira nos Estados Unidos e em países europeus onde já entrega no mesmo dia há algum tempo, mas não é a primeira a fazer isso no Brasil. 

Americanas.com, controlada pela B2W (BTOW3), e Mercado Livre já fazem entregas no mesmo dia. O modelo é parecido com o anunciado pela Amazon e exige que os clientes comprem até o meio-dia para receber rapidamente os produtos.