Salário mínimo deveria ser de R$ 5.315,74, diz estudo do Dieese

Piso nacional proposto pela entidade é quase cinco vezes maior do que o atual, de R$ 1.100 

Thâmara Kaoru, do CNN Brasil Business, em São Paulo
08 de abril de 2021 às 14:45
Dinheiro
Dinheiro
Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Um estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) mostra que o salário mínimo de uma família composta por dois adultos e duas crianças deveria ter sido de R$ 5.315,74 em março.

Neste ano, o piso nacional está em R$ 1.100. Ou seja, o salário mínimo proposto pela entidade é quase cinco vezes maior do que o atual. 

 

O levamento do Dieese usa como base o preço da cesta básica mais cara do país, que, no mês de março, foi a de Florianópolis. O conjunto de alimentos básicos custava R$ 632,75 na capital de Santa Catarina.

Entre fevereiro e março de 2021, o custo médio da cesta básica de alimentos diminuiu em 12 cidades e aumentou em outras cinco, de acordo com a pesquisa. Em 12 meses, porém, o preço da cesta básica teve aumento em todas as capitais pesquisadas. As cidades da região Sul acumularam as maiores taxas, aponta o Dieese.