Em meio à pandemia, cresce procura por microfranquias

Exitem cerca de 600 redes de microfranquias no país e investimento para se tornar um franqueado chega até R$ 90 mil

Da CNN
11 de abril de 2021 às 00:57

A Associação Brasileira de Franchisng (ABF) lançou uma lista com as 10 maiores microfranquias do país, pois, em meio à pandemia de Covid-19, a procura por esta modalidade de negócio cresceu. O Brasil tem atualmente cerca de 600 redes que operam com a oferta de serviços de microfranquias. 

Para ser dono de uma microfranquia, o interessado pode ter que desembolsar até R$ 90 mil. Com o fechamento do comércio e demissões em massa nas empresas, muitos brasileiros decidiram se aventurar em um ramo de negócio que exige baixo investimento.

Edna Carvalho Ferreira é uma das brasileiras que decidiu se dedicar ao trabalho no mundo das franquias durante a pandemia. A franqueada empenhou todo o dinheiro que recebeu com a rescisão de contrato do antigo emprego na compra de um franquia do ramo educacional.

"Eu procurei realmente outro emprego, mas eu tenho 42 anos e as empresas não estavam me dando oportunidade", explica. O professor de gestão de franquias da ESPM, Romualdo Ayres, explica que este modelo de negócio é atrativo porque oferece ao interessado a possibilidade de abrir um empreendimento que já foi testado e gerou lucro. Além disso, as microfranquias se tornaram uma boa opção para quem quer trabalhar de casa.

Muitas franquias oferecem a opção "home based", uma modalidade que não exige do empreendedor um ponto comercial e permite ao franqueado economizar com custos da operação. A diretora de microfranquias da ABF, Adriana Auriemo, indica aos interessados que pesquisem muito antes de adquirirem a marca com a qual gostariam de trabalhar. 

Empreendedorismo
Empreendedor avalia plano de negócio:
Foto: Campaign Creators/Unsplash