Investimentos na economia recuam 1,1% em fevereiro ante janeiro, revela Ipea

Na comparação com fevereiro de 2020, porém, houve um aumento de 7,8%

Daniela Amorim, do Estadão Conteúdo
03 de maio de 2021 às 12:23
Investimentos
Gráficos
Foto: Carlos Muza / Unsplash

Os investimentos na economia recuaram em fevereiro, segundo cálculos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no Produto Interno Bruto) caiu 1,1% em relação a janeiro, o segundo mês consecutivo de retração. Na comparação com fevereiro de 2020, porém, houve um aumento de 7,8%. A taxa acumulada em doze meses ficou negativa em 1,1% em fevereiro de 2021.

Na passagem de janeiro para fevereiro, entre os componentes da FBCF, o consumo aparente de máquinas e equipamentos - que corresponde à produção nacional destinada ao mercado interno acrescida das importações - encolheu 2,9%. O consumo de máquinas e equipamentos nacionais recuou 4,3%, enquanto o de importados cresceu 13,1%.

Já o componente de construção civil caiu 1,2% em fevereiro ante janeiro, e o componente chamado de outros ativos avançou 0,6%.

Na comparação com fevereiro de 2020, o componente de máquinas e equipamentos avanço 9,7% em fevereiro de 2021, com alta de 3,4% no consumo de bens nacionais e elevação de 23,1% no de bens importados. O componente de construção civil cresceu 2,3% nesse tipo de comparação, e os outros ativos tiveram expansão de 18,1%.