Não foi demissão, diz Waldery sobre sua saída do cargo de secretário de Fazenda

"Por uma questão estritamente pessoal, [perguntei se] haveria a possibilidade de eu sair da secretaria de Fazenda. Foi um pedido pessoal meu", afirma

Anna Russi, do CNN Brasil Business, em Brasília
03 de maio de 2021 às 12:15
Waldery Rodrigues
Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia
Foto: CNN (18.ago.2020)

 

Em sua última fala em público como secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues esclareceu que sua saída do cargo não é resultado de uma demissão, mas sim de um remanejamento na equipe econômica. Além disso, ele informou que a mudança já estava programada e foi resultado de um pedido dele mesmo. 

"Fui surpreendido por um vazamento mal endereçado de que o ministro Paulo Guedes demitiria o secretário de Fazenda, Waldery Rodrigues. Não foi uma demissão. Não existe isso", disse em participação em audiência na Comissão Temporária de Covid-19 nesta segunda-feira (3). 

"São alterações na equipe. Conversei com o ministro em dezembro do ano passado e, por uma questão estritamente pessoal, [perguntei se] haveria a possibilidade de eu sair da secretaria de Fazenda. Foi um pedido pessoal meu", completou. 

Waldery ainda citou o convite do ministro da Economia para que ele permaneça como assessor especial de Guedes. "É uma honra receber este convite. Estou conversando com o ministro, mas tenho minha questão pessoal revelada desde dezembro". 

Com sua saída, o atual secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, assume o comando da secretaria de Fazenda.