Com Dogecoin e sem bitcoin: veja as criptomoedas que mais valorizaram em abril

Impulsionada por Elon Musk, a Doge —que apareceu como meme— tem cerca de US$ 50 bilhões em valor total de circulação

Tamires Vitorio, do CNN Brasil Business, em São Paulo
06 de maio de 2021 às 05:00
Dogecoin
Dogecoin
Foto: Yuriko Nakao/Getty Images

A Dogecoin foi muito além do meme e se consolidou como a criptmoeda que mais se valorizou em abril deste ano, segundo um levantamento da gestora de criptoativos QR Asset Management, com uma variação de 528,12% no período.

Impulsionada por Elon Musk, a criptomoeda tem cerca de US$ 50 bilhões em valor total de circulação e é a 5ª criptomoeda mais valiosa do mercado, de acordo com a CoinMarketCap —com alta de mais de 6.000% neste ano. "A moeda tem bastante apelo, mas não tem, ainda, muitos casos de uso", diz Theodoro Fleury, gestor da QR Asset Management.  

Em segundo lugar está a XRP, com valorização de 180,63%, segundo a QR. O tradicional Bitcoin não aparece na lista das cinco primeiras.

Segundo Fleury, o motivo é a queda do valor do Bitcoin. "A moeda caiu cerca de 7,5% por conta do quanto o Bitcoin representa na capitalização total do mercado de criptomoedas. Na virada de março para abril, ele representava mais de 60% do mercado cripto, mas, em um mês, caiu para 49%", explica. Com isso, outras moedas ganharam participação. 

As piores

Em abril, a lista dos piores desempenhos ganhou novos nomes — um dos quais, inclusive, estava na lista dos mais valorizados em março deste ano. A Luna Coin (TERRA), por exemplo, fechou abril com uma desvalorização de 17,99%, enquanto, em março, fechou o mês com saldo positivo de 248,06%.