'Surpresa extraordinária', diz Guedes sobre novo recorde mensal de arrecadação

Para o ministro, avanço de receitas pelo recolhimento de tributos reforça e confirma a recuperação econômica no Brasil

Anna Russi, da CNN, em Brasília
20 de maio de 2021 às 15:33
Paulo Guedes, ministro da Economia
Paulo Guedes, ministro da Economia
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

 

 

Com o terceiro recorde mensal na arrecadação federal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a dizer que o avanço de receitas pelo recolhimento de tributos reforça e confirma a recuperação econômica no Brasil.

"A arrecadação é uma proxy para a recuperação das empresas. A economia brasileira parece que está acelerando. A arrecadação de abril confirma quadro de melhoria geral da atividade econômica no País", disse ao citar também os dados positivos de geração de emprego formal e do índice de atividade econômica do Banco Central. 

 

Guedes também avaliou que a equipe econômica acertou ao manter a posição de não aumento de impostos em meio à crise econômica. 

"Não era razoável nós pensarmos em aumentar impostos por causa do déficit fiscal. Seria um equívoco, um erro de política econômica sério. Agora, com a reaceleração da economia brasileira, as receitas estão vindo bastante fortes", destacou. 

Vacina local

O ministro ainda elogiou a forma como os brasileiros combateram a pandemia e, ao mesmo tempo, a crise econômica. "Lutaram e lutam para manter os sinais vitais da economia". 

Segundo ele, além da aceleração da vacinação, em poucos meses o país vai ter produção "local e completa" de vacinas contra a Covid-19. "Ao mesmo tempo, estamos aumentando a importação de todos os tipos de vacina", observou.