Plataforma TradersClub pede registro para abrir capital na bolsa

De acordo com a minuta do prospecto preliminar, a oferta será apenas primária e os recursos serão destinados para aquisições estratégicas

Paula Arend Laier, da Reuters
21 de maio de 2021 às 11:05 | Atualizado 21 de maio de 2021 às 12:17
Ações; investimentos
Foto: Lorenzo Cafaro / Getty Images

A plataforma social para investidores TradersClub protocolou pedido de registro para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), de acordo com documento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

De acordo com a minuta do prospecto preliminar, a oferta será apenas primária e os recursos serão destinados para aquisições estratégicas, desenvolvimento e aprimoramento da plataforma e investimentos em marketing.

O TC, como é conhecido, pretende levantar cerca de R$ 700 milhões de acordo com duas fontes com conhecimento do assunto. E busca um "valuation" ao redor de R$ 3 bilhões com a listagem de suas ações, disse uma das fontes.

 

BTG Pactual e Modal serão os coordenadores do IPO.

Em 2020, a receita líquida do grupo somou R$ milhões, com lucro líquido de R$ 13,155 milhões e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 18,811 milhões.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a receita líquida somou R$ 21,044 milhões com prejuízo líquido de R$ 26 mil Ebitda de R$ 663 mil. A base de usuários somava 450 mil, sendo 177 mil ativos e 75 mil pagantes.

Fundada em 2016, a plataforma oferece serviços como inteligência de mercado, recursos de análise de dados, de educação e capacitação.