Best Buy eleva previsão de vendas para o ano

As vendas comparáveis aumentaram 37,2% no primeiro trimestre encerrado em 1º de maio

Uday Sampath, da Reuters
27 de maio de 2021 às 11:05 | Atualizado 27 de maio de 2021 às 11:20
Produtos eletrônicos smartphone fone de ouvido
Foto: Jonas Leupe/Unsplash

A Best Buy elevou nesta quinta-feira (27) sua previsão de vendas anuais, dizendo que a última rodada de estímulo manteve os consumidores comprando eletrônicos domésticos, mas reconheceu que a reabertura da economia ameaça desacelerar o crescimento no final do ano.

A varejista também aumentou sua previsão de recompra de ações para o ano fiscal de 2022 em US$ 500 milhões, para US$ 2,5 bilhões.

A Best Buy estava entre os maiores vencedores do varejo durante a maior parte da crise de saúde, quando norte-americanos presos em casa abriram espaços de trabalho remotos e investiram em eletrodomésticos, levando a um aumento nas vendas de laptops, máquinas de lavar, geladeiras e outros eletrônicos.

A chegada de cheques de estímulo de US$ 1.400 em março ajudou a sustentar essa demanda, disse o presidente-executivo da Best Buy, Corie Barry.

A empresa prevê que as vendas comparáveis do segundo trimestre aumentem 17%, em comparação com a estimativa média dos analistas de um aumento de 5,8%, de acordo com dados do IBES da Refinitiv.

A Best Buy espera que as vendas comparáveis para o ano inteiro aumentem de 3% a 6%, contra uma previsão anterior de queda de 2% a 1%.

No entanto, a empresa disse que ainda espera que as vendas comparáveis na segunda metade do ano fiscal caiam, à medida que os consumidores passam a gastar mais em atividades como comer fora, viajar e outros eventos sociais.

As vendas comparáveis aumentaram 37,2% no primeiro trimestre encerrado em 1º de maio, superando as estimativas dos analistas de um acréscimo de 22,7%. As vendas de eletrodomésticos saltaram 66,6%.

A receita total aumentou 35,9%, para US$ 11,64 bilhões, superando as expectativas de cerca de US$ 10,44 bilhões.

Excluindo itens únicos, a empresa teve lucro de US$ 2,23 por ação, acima das estimativas de US$ 1,39 por ação.