Brasil nunca viu tantos unicórnios; eles são uma oportunidade para o investidor?

Com tantos unicórnios de caras novas, é vantajoso, para o investidor, apostar nessas empresas? Veja neste episódio do podcast O que eu Faço?

do CNN Brasil Business, em São Paulo*
31 de maio de 2021 às 07:01 | Atualizado 31 de maio de 2021 às 09:38
Podcast O Que Eu Faço
Podcast O Que Eu Faço, com Santander
Foto: CNN Brasil

 

Até 2017, o Brasil não tinha empresas com valor de mercado de ao menos US$ 1 bilhão, chamadas de "unicórnio". Hoje, elas já somam 15 -- com nomes como 99, iFood, Loggi, Loft, Vtex e MadeiraMadeira, -- e esse número deve aumentar. 

De acordo com um levantamento recente do Distrito, um dos maiores ecossistema de startups do país, há mais 17 empresas de tecnologia candidatas a virarem unicórnios neste ano no Brasil. 

 

Entre essas candidatas, estão Contabilizei, Dr. Consulta, Córtex,  Pipefy, Minuto Seguros, Neon e PetLove. Todas ajudaram a dinamizar, e muito, a economia brasileira.

Neste episódio do O que eu Faço?, Fernando Nakagawa e Luciana Barreto conversam com Maria Tereza Azevedo, analista chefe de tecnologia, mídia e telecomunicações da Santander Corretora, para falar sobre essas empresas. 

Dúvidas sobre investimentos? Ouça todos os episódios do podcast 'O que eu Faço?'

Com tantos unicórnios de caras novas, é vantajoso, para o investidor, apostar nessas empresas? Que dicas podem dar para os investidores que pensam em apostar nessas companhias? Existem riscos de se investir em unicórnios? Quais? Saiba mais no podcast de finanças da CNN

 

*Texto publicado por Ligia Tuon