Gastos relacionados ao fumo devem crescer 16% para R$ 21 bilhões em 2021

De 2019 para 2020, os gastos relacionados ao fumo apresentaram uma queda de 5,4%, totalizando R$ 18,1 bilhões

Tainá Falcão, da CNN em São Paulo
31 de maio de 2021 às 10:15 | Atualizado 01 de junho de 2021 às 15:16

 

Novos dados mostram que os gastos relacionados ao fumo devem crescer 16% neste ano, na comparação com 2020. A pesquisa é do Índice de Potencial de Consumo (IPC MAPS), do Instituto de Pesquisa Especializado em Potencial de Consumo Brasileiro.

A previsão é de que o consumo ultrapasse R$ 21 bilhões em 2021. De acordo com o estudo, de 2019 para 2020 os gastos relacionados ao fumo apresentaram uma queda de 5,4%, totalizando R$ 18,1 bilhões. 

O aumento do consumo de cigarro já havia sido registrado no começo da pandemia de Covid-19 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): 34% dos fumantes brasileiros aumentaram o uso.

O Dia Nacional sem Tabaco é comemorado nesta segunda-feira (31).