Waack: Crise energética é amplificada por falta de planejamento e investimento

A falta de chuva apenas ressalta o problema que já existe, não adianta ficar bravo com São Pedro

Da CNN, em São Paulo
31 de maio de 2021 às 12:53

No quadro CNN Poder desta segunda-feira (31), na CNN Rádio, William Waack fala sobre a severa crise hídrica enfrentada pelo Brasil nos últimos meses e que passou a gerar preocupações sobre a oferta de energia elétrica.

“Parece que estou vendo um filme do começo dos anos 2000, quando o problema era o risco de um apagão. Foi um escândalo”, afirmou.

“Em 2003, quando o Lula assumiu [a presidência], era um dos grandes assuntos. Olha só, esse tempo todo, praticamente uma geração de brasileiros, e estamos discutindo o quê? Racionamento de água, conta de energia muito mais cara”, completou.

Waack disse que atualmente os governantes evitam usar o termo apagão, mas que quem é da sua geração se lembra bem que essa era uma das palavras mais temidas no começo do século.

“Estamos falando de uma severa crise hídrica, ou seja, falta de chuva, que apenas ressalta o problema que já existe (...) quando temos uma crise climática, imediatamente caímos em uma crise de energia – essencial não só para o bolso das pessoas, mas para o funcionamento da economia”, apontou.

“A praga chama-se, na verdade, falta de planejamento e falta de investimento. Não adianta ficar bravo com São Pedro.”