Cade aprova compra de plataforma do Banco BS2 pela Magalu

A Magalu explicou que a tecnologia da Bit55 foi desenvolvida ao longo dos últimos dois anos por uma equipe especializada em produtos financeiros digitais

Lorenna Rodrigues e Beth Moreira, do Estadão Conteúdo
06 de julho de 2021 às 13:01
Magazine Luiza Estoque
Magazine Luiza Estoque
Foto: Magazine Luiza / Reprodução

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra da Bit55, plataforma de tecnologia para processamento de cartões de crédito e débito na nuvem do Banco BS2, pelo Magazine Luiza. O negócio foi anunciado no começo de junho e não teve o valor divulgado. A aprovação da superintendência-geral do Cade foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (6).

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Magalu explicou que a tecnologia da Bit55 foi desenvolvida ao longo dos últimos dois anos por uma equipe especializada em produtos financeiros digitais. "Com um modelo escalável, a Bit55 possui uma capacidade de processamento de mais de 2.000 transações por segundo, o que garante um tempo de resposta muito rápido e uma melhor experiência de compra", diz a varejista.

A Bit55, explica, possibilita que cartões sejam emitidos e disponibilizados para uso em minutos, além de oferecer toda a estrutura necessária para a gestão de um portfólio de cartões de crédito, que inclui desde o recebimento da proposta, envio do cartão, captura e autorização das transações, emissão da fatura, recebimento e conciliação automática.

"Com a aquisição, a Bit55 complementa os serviços oferecidos pela Hub Fintech, que poderá oferecer aos seus clientes a emissão de cartões de crédito e débito, além dos atuais cartões pré-pago e contas digitais. A Bit55 passa a fazer parte das iniciativas de fintech do Magalu e é mais um importante passo na estratégia do Magalu de digitalização do Brasil", diz.