Crise da pandemia impulsiona interesse por planejamento financeiro, diz pesquisa

Levantamento da Planejar mostrou que 72% das pessoas conhecem a prática; especialista aponta vantagens já a médio prazo

Amanda Garcia, da CNN Brasil
13 de julho de 2021 às 11:28
Cofre; dinheiro; investimentos
Foto: Pixabay

 

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar) mostrou que a crise econômica causada pela pandemia impulsionou o interesse dos brasileiros por reorganização financeira.

Em entrevista à CNN Rádio nesta terça-feira (13), o diretor executivo da Planejar, Osvaldo Cervi, avaliou que o grande endividamento estimulou os brasileiros a procurarem conhecimentos sobre planejamento financeiro.

“72% dos entrevistados responderam que conhecem o planejamento financeiro, e 65% efetivamente se utilizam da prática. É um dado surpreendente e relevante”, disse.

Segundo o especialista, a percepção é de que “por experimentar dificuldades, as pessoas buscam se organizar; endividamento é um fato, as famílias vêm tentando organizar o endividamento para reduzir a carga de juros.”

Cervi destacou também que a faixa etária dos 45 a 60 anos tem os números mais expressivos, com 77% que fazem planejamento financeiro. A de 29 a 45 anos também tem interesse com 68%.

O diretor executivo da Planejar admitiu que existe uma ansiedade inicial para começar a educação financeira, mas que o efeito é de curto prazo. “Quando passa o receio, logo de três a seis meses, os resultados são transformadores, a pessoa melhora decisões e a organização.”