Capitalização da Eletrobras também deverá ser feita em Nova York, diz CEO

Segundo o presidente da estatal, a oferta no mercado norte-americano faz sentido uma vez que a companhia elétrica tem ADRs naquele país

Rodrigo Viga Gaier, da Reuters
16 de julho de 2021 às 17:50
Eletrobras
Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Uma operação de capitalização da Eletrobras, que será realizada para a sua privatização, também deverá ser feita na bolsa Nova York, afirmou nesta sexta-feira o presidente da estatal, Rodrigo Limp.

Segundo ele, a oferta no mercado norte-americano faz sentido uma vez que a Eletrobras tem ADRs naquele país.

Sanção

A lei que abre caminho para a capitalização da elétrica foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro com vetos nesta terça-feira (13). Além de abrir caminho para a capitalização, o texto prevê a contratação compulsória de térmicas a gás natural e outras fontes.

Foram realizados 14 vetos, dentre eles de um artigo que determinava que o Poder Executivo aproveitasse empregados da Eletrobras e de suas subsidiárias demitidos sem justa causa durante os 12 meses subsequentes à desestatização. Eles também não terão direito de comprar as ações da empresa com desconto, como previa o texto original.