Há formas de proteger tripulação, diz especialista sobre voo espacial de Bezos

À CNN, jornalista científico falou sobre a viagem espacial do homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, que acontecerá por volta das 10h -- horário de Brasília

Produzido por Layane Serrano, da CNN em São Paulo*
20 de julho de 2021 às 09:01

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (20), o jornalista científico e escritor, Salvador Nogueira, falou sobre a viagem espacial do homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, que acontecerá por volta das 10h -- horário de Brasília. Assista ao vivo aqui.

"Esse é um marco para a Blue Origin, afinal de contas, ela vem desenvolvendo há mais de uma década esse sistema de lançamentos de voos suborbitais voltado justamente para o turismo espacial. E agora, depois de 15 voos não tripulados, vai para o seu primeiro voo com gente dentro", disse Nogueira.

O jornalista explicou ainda que o foguete de hoje é o tradicional, ou seja, que sobe na vertical, possui uma cápsula que se solta e pousa de paraquedas. Segundo ele, 100% seguro não é, mas lembrou que, na realidade, tudo tem risco. 

“No caso do voo de hoje, existem mecanismos de segurança para proteger a tripulação mesmo em caso de emergência. Se há algum problema com foguete, que é a parte mais complicada do voo, essa cápsula pode se injetar rapidamente e ir para longe do foguete para evitar qualquer dano maior.”

A missão deve durar cerca de onze minutos entre o lançamento e o pouso, e é mais um passo importante para o turismo espacial no futuro.

Além de Bezos, o voo na New Shepard, cápsula suborbital construída pela empresa espacial Blue Origin, de Bezos, conta com outros três convidados: seu irmão, Mark Bezos, Wally Funk, uma pilota de 82 anos que foi integrante do "Mercury 13", e um estudante recém-formado no ensino médio de 18 anos, Oliver Daemen, que será o primeiro cliente pagante a bordo do New Shepard.

*Com informações de Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo