55% dos millennials do Brasil se sentem financeiramente seguros, aponta pesquisa

Gerações Z e millennials no país se sentem financeiramente mais seguras que a média global, mas precisam de atividades paralelas para complementar a renda

Produzido por Bruno Oliveirada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Uma pesquisa global feita pela consultoria Deloitte e obtida com exclusividade pela CNN apontou que as gerações Z e millennials no Brasil se sentem financeiramente mais seguras que a média global, mas que ambas precisam de atividades paralelas para complementar a renda.

Segundo a pesquisa “Gen Z and Millennial Survey 2022”, 55% dos millennials brasileiros se sentem financeiramente seguros, contra 46% da média global. A geração também se diz mais confiante de que será possível se aposentar confortavelmente (53% Brasil/41% global).

Já a geração Z no Brasil está mais alinhada com a média no resto do mundo. O estudo mostra que 40% dos brasileiros e 40% dos entrevistados globais se sentem financeiramente seguros, enquanto 39% dos brasileiros e 41% das pessoas fora do Brasil acreditam que poderão se aposentar.

O estudo ouviu 14.808 pessoas da geração Z e de 8.412 millennials (23.220 entrevistados no total), de 46 países. No Brasil, foram ouvidas 801 pessoas, sendo 500 da geração Z e 301 millennials.

Também foram apontados os principais “bicos” feitos pelas duas gerações no Brasil. São eles: vendedor de produtos ou serviços por meio de plataformas digitais (21% geração Z e 26% millennials), influenciador digital (18% de ambas as gerações) e atuação em organizações se fins lucrativos (18% da geração Z e 22% de millennials).

Este ano, a pesquisa mostrou que as duas gerações analisadas estão menos propensas a quererem deixar seus empregos atuais nos próximos dois anos. Do total, são 36% da geração Z (no ano passado, eram 49%) e 28% dos millennials (no ano passado, eram 34%).

Mais Recentes da CNN