Aéreas registram crescimento de voos domésticos em agosto pelo 4° mês seguido

Pesquisa mostra que o mês teve média de 1.680 partidas diárias, o que corresponde a 70% das ofertas do início de março de 2020, antes da pandemia

Foto: Eduardo Ramos Castaneda/Getty Images

Elis Barreto, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) confirmou um crescimento na oferta de voos domésticos no Brasil. De acordo com a pesquisa, agosto registrou uma média de 1.680 partidas diárias, o que corresponde a 70% das ofertas do início de março de 2020, antes da pandemia do novo coronavírus. 

Segundo a associação, esse é o segundo melhor desempenho desse indicador desde o início da pandemia, ficando atrás apenas dos 75% de janeiro de 2021.

 

“Chegamos ao quarto mês consecutivo de crescimento, mostrando que a vacinação contra a Covid-19 está influenciando o crescimento da demanda no setor aéreo. A chegada da vacina para mais públicos é essencial para mantermos essa escalada nos números”, afirma o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz. 

A LATAM, por exemplo, anunciou que irá retomar 77% da sua oferta doméstica de assentos, em relação a agosto de 2019, e contará com 418 voos nacionais diariamente. “Na prática, a oferta da empresa no País em agosto de 2021 será quase três vezes maior (277%) do que em agosto de 2020.”, afirma a empresa. Além disso, a companhia fechou o segundo trimestre com US$ 2,3 bilhões de liquidez disponível e US$ 1,5 bilhão em caixa. 

O relatório lançado neste mês pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) constata que 2020 foi o pior ano já registrado para o setor. A entidade afirma que um milhão de empregos foram perdidos em todo o mundo e as perdas no ano para as companhias totalizaram US$ 126 bilhões.  

Sob supervisão de Camille Couto*

Mais Recentes da CNN