Ambipar, que faz descontaminação contra Covid-19, levanta R$ 1 bi em IPO

A empresa que atua em gestão de resíduos e de resposta a emergências precificou sua oferta inicial em R$ 24,75 por ação, no preço máximo da faixa indicada

Foto: Nacho Doce/REUTERS (21.03.2019)

Alberto Alerigi Jr, da

Reuters

Ouvir notícia

A empresa de gestão de resíduos e de resposta a emergências Ambipar precificou sua oferta pública inicial de ações no topo da faixa indicativa nesta quinta-feira, segundo dados da Comissão de Valores Mobiliários.

A oferta trazia como faixa indicativa para as ações preço de entre R$ 18,75 e R$ 24,75 por ação. Os coordenadores da operação são Bradesco BBI, BTG Pactual e Bank of America.

Leia também: 

Com volatilidade menor, empresas voltam a captar na bolsa após choque da Covid

A operação previa emissão de lote inicial de 38 milhões de ações, que poderia ser acrescido de até 5,7 milhões de papéis suplementares. Com isso, a empresa levantou cerca de 1,08 bilhão de reais, segundo dados da CVM.

Investidores atuais da companhia – Cristhianne Borlenghi Donadio, Daniela Borlenghi Iglesias Balseiro e Débora Lemos Borlenghi – ainda poderiam vender lote adicional de 7,6 milhões de ações, segundo o prospecto da operação, o que não ocorreu, informou uma fonte próxima da transação.

A companhia vai usar os recursos para renegociar ou antecipar pagamentos de dívidas com custo de captação elevado e investir na expansão orgânica, por meio da construção de novas bases operacionais e escritórios comerciais. Os recursos também poderão ser usados em aquisições no Brasil e no exterior.

O mercado de capitais brasileiro voltou à atividade com toda força no segundo trimestre do ano, impulsionado por investidores locais procurando alternativas aos retornos mínimos com renda fixa, ainda que a crise do Covid-19 continue aumentando o impacto negativo sobre a economia.

As ofertas de ações de empresas brasileiras cresceram 10% no primeiro semestre, para US$ 9,9 bilhões, segundo dados da Refinitiv, surpreendendo muitos banqueiros de investimento, especialmente pelo contraste com a paralisia do mercado de fusões e aquisições.

A Ambipar foi fundada em 1995 por Tercio Borlenghi Junior, presidente do conselho de administração e acionista controlador. A empresa começou desempenhando atividades relacionadas a gerenciamento de resíduos e em 2008 passou a atuar também na resposta a emergências e a fazer aquisições estratégicas.

Segundo o prospecto, no primeiro trimestre, a Ambipar teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 40,2 milhões. Em todo 2019, o Ebitda apurado foi de R$ 131,97 milhões.

(Com reportagem adicional de Tatiana Bautzer e Carolina Mandl)

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN