Aplicativo cristão Glorify recebe aporte financeiro de US$ 40 milhões

Investimento teve a participação de celebridades como Kris Jenner, Corey Gamble e Michael Bublé

Investimentos
Investimentos Foto: Chronis Yan / Unsplash

Artur Nicocelido CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

O Glorify, aplicativo que possibilita cristãos realizarem meditações guiadas, orações e leituras da Bíblia, anunciou nesta quinta-feira (2) a captação de um aporte de US$ 40 milhões.

A rodada é liderada pelo fundo a16z, acompanhado pelo SoftBank Latin America Fund e K5 Global e celebridades como Kris Jenner, Corey Gamble, Michael Ovitz, Michael Bublé, Jason Derulo e os fundadores do jogo Candy Crush.

Com o aporte Série A (momento em que os investidores esperam que uma startup tenha um plano concreto para desenvolver seu modelo de negócio e gerar lucro), a companhia quer consolidar sua posição como um dos maiores aplicativos globais voltados para os cristãos.

O montante será utilizado para escalar as operações, expandir a equipe internacionalmente, desenvolver novos conteúdos exclusivos e aprimorar os recursos do aplicativo.

Criada em Londres, na Inglaterra, a ferramenta de oração está disponível para Android e Apple. A ideia do app nasceu quando os empreendedores britânicos, Henry Costa e Ed Beccle, perceberam a importância de ampliar o acesso a conteúdos cristãos.

A versão brasileira, que chegou no país em janeiro — momento em que as igrejas e templos religiosos estavam fechados ao público por conta da pandemia —, deve fechar o ano com, aproximadamente, 2 milhões de downloads

“Quando surgimos com o conceito do Glorify sabíamos que estávamos criando algo grande, mas quando nos reunimos com investidores, logo ficou claro que tínhamos algo fora do comum em mãos”, declarou Ed Beccle, cofundador do Glorify.

No aplicativo, os usuários são recebidos com uma citação, seguida por uma rotina de adoração, que consiste em pequenas passagens da Bíblia, um momento de devoção e reflexões. Também podem explorar conteúdos adicionais que incluem músicas exclusivas, orações e meditações.

inChurch

Em junho deste ano, outra empresa que recebeu aporte financeiro foi a inChurch. A companhia captou R$ 5 milhões em uma rodada privada. O investimento foi liderado por Smart Money Ventures, com participação de mais de 20 investidores e da Eduzz, plataforma digital para infoprodutores.

A meta da rodada, segundo a empresa, foi expandir a operação de outbound sales (vendas externas), em busca do ganho de market share, além de acelerar a educação do mercado com a universidade inChurch, expandir a verba investida em marketing e otimizações no desenvolvimento da solução.

Focada no meio cristão, a inChurch conta com 700 mil usuários cadastrados. Por meio dos aplicativos que disponibiliza, os membros da igreja podem acompanhar notícias, assistir vídeos, consultar a agenda de programações da igreja e se inscrever nos eventos, além de baixar apostilas, solicitar orações e acessar a Bíblia em formato digital.

Mais Recentes da CNN