Após fechar restaurantes temporariamente, McDonald’s deixará a Rússia em definitivo

Cadeia de hambúrgueres venderá seus negócios no país do leste europeu em razão do conflito da Rússia com a Ucrânia

Jordan Valinskydo CNN Business

Ouvir notícia

Após fechar temporariamente mais de 800 restaurantes em razão da guerra na Ucrânia, o McDonald’s decidiu deixar a Rússia em definitivo.

A cadeia de hambúrgueres venderá seus negócios no país do leste europeu, dizendo que a “crise humanitária causada pela guerra na Ucrânia e o ambiente operacional imprevisível precipitado levaram o McDonald’s a concluir que a propriedade contínua do negócio na Rússia não é mais sustentável, nem consistente com os valores da marca”.

Em março, logo após o início da guerra, o McDonald’s seguiu outras empresas ocidentais e fechou temporariamente seus restaurantes na Rússia.

Uma vez que a venda seja finalizada, os restaurantes russos serão “desarrumados”, o que significa que os locais não poderão mais usar o nome, logotipo ou menu do McDonald’s.

A empresa afirmou que os funcionários ainda serão pagos até que a transação seja concluída e que eles “têm um emprego futuro com qualquer comprador em potencial”.

O CEO, Chris Kempczinski, disse estar orgulhoso dos mais de 60.000 trabalhadores empregados na Rússia e que a decisão foi “extremamente difícil”.

“No entanto, temos um compromisso com nossa comunidade global e devemos permanecer firmes em nossos valores. E nosso compromisso com nossos valores significa que não podemos mais manter os ‘Arcos’ brilhando lá”, disse ele.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN