Ásia: bolsas fecham em alta, com promessa de apoio da China a mercados de capitais

O Hang Seng liderou os ganhos no continente nesta quarta-feira (16), com um salto de 9,08% em Hong Kong — o maior desde 2008 —, a 20.087,50 pontos

Reuters

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira (16), à medida que ações na China continental e em Hong Kong se recuperaram com vigor de fortes perdas de ontem depois de Pequim acenar com mais apoio à economia.

O Hang Seng liderou os ganhos na Ásia, com um salto de 9,08% em Hong Kong — o maior desde 2008 —, a 20.087,50 pontos.

Destaque em Hong Kong, a ação do gigante de comércio eletrônico chinês Alibaba disparou 27,30%, maior avanço já registrado em um único dia.

Na China, o Xangai Composto subiu 3,48%, a 3.170,71 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto se valorizou 3,62%, a 2.086,24 pontos.

Em outras partes da Ásia, o índice japonês Nikkei teve alta de 1,64% em Tóquio hoje, a 25.762,01 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 1,44% em Seul, a 2.659,23 pontos, e o Taiex apresentou alta marginal de 0,09% em Taiwan, a 16.940,83 pontos.

O rali veio após o vice-premiê chinês Liu He afirmar nesta quarta que o governo da China irá adotar políticas favoráveis aos mercados de capitais e tomar medidas para evitar e contornar riscos no setor imobiliário, segundo a agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

Liu afirmou também que reguladores da China e dos EUA avançaram em conversas sobre empresas chinesas com ações listadas nos EUA e estão discutindo planos de cooperação específicos.

Nos últimos dias, ADRs de companhias chinesas negociadas em Nova York sofreram perdas expressivas.

Ontem, os mercados da China e de Hong Kong amargaram fortes quedas com o noticiário sobre o aumento de casos de infecção por Covid-19 em várias partes do território chinês.

Investidores na região asiática também aguardam decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que deve começar a elevar seus juros básicos na tarde desta quarta, e seguem monitorando negociações entre Rússia e Ucrânia para interromper o conflito em andamento.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom positivo da Ásia, e o S&P/ASX 200 subiu 1,10% em Sydney, a 7.175,20 pontos.

Com informações da Dow Jones Newswires

Mais Recentes da CNN