Banco Central da Austrália eleva taxa de juros em 50 pontos base, a 0,85%

De acordo com o RBA, novos acréscimos são prováveis nos próximos meses em busca de normalização monetária

Autoridade monetária avalia que a inflação aumentou significativamente no país e deve subir ainda mais
Autoridade monetária avalia que a inflação aumentou significativamente no país e deve subir ainda mais REUTERS/David Gray

Matheus Andrade, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Banco Central da Austrália (RBA, na sigla em inglês) decidiu elevar a taxa básica de juros em 0,5 ponto porcentual, de 0,35% para 0,85%, em sua reunião de política monetária nesta terça-feira (7).

Ainda de acordo com o RBA, novos acréscimos são prováveis nos próximos meses, em uma busca de normalização monetária.

Na última alta de juros, a autoridade monetária havia elevado a taxa em 25 pontos base, de 0,10% para 0,35%.

O tamanho e o momento dos aumentos futuros das taxas de juros serão guiados pelos dados recebidos e pela avaliação do Conselho sobre as perspectivas para a inflação e o mercado de trabalho, disse o presidente do RBA, Philip Low, em comunicado.

A autoridade monetária avalia que a inflação aumentou significativamente no país e deve subir ainda mais. O banco central espera que a inflação caia de volta à faixa alvo em 2023, ficando entre 2 e 3%.

“O aumento de hoje das taxas de juros é mais um passo na retirada do apoio monetário extraordinário que foi implementado para ajudar a economia australiana durante a pandemia”, afirmou Low.

“Os preços mais altos da eletricidade e do gás e os recentes aumentos nos preços da gasolina significam que, no curto prazo, a inflação deverá ser maior do que o esperado há um mês”, disse o presidente do RBA.

“À medida que os problemas do lado da oferta global forem resolvidos e os preços das commodities se estabilizarem, mesmo que em um nível alto, a inflação deverá moderar. O aumento de hoje nas taxas de juros ajudará no retorno da inflação à meta ao longo do tempo.”

Mais Recentes da CNN