Biden indica Powell para segundo mandato como presidente do Federal Reserve

Lael Brainard, cotada para substituir Jerome Powell, assumirá o cargo de vice-presidente

Da Reuters*

Ouvir notícia

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, foi nomeado para um segundo mandato de quatro anos pelo presidente Joe Biden nesta segunda-feira (22).

A decisão estende um mandato que começou um pouco por acaso, sobreviveu às críticas do ex-presidente Donald Trump e agora posiciona o ex-banqueiro de investimentos para terminar a maior reformulação de política monetária dos Estados Unidos desde a década de 1970.

Já Lael Brainard, integrante do conselho do Federal Reserve que foi a outra candidata principal para o cargo, será indicada para a vice-presidência do banco central dos Estados Unidos, informou a Casa Branca.

Brainard assumiu o cargo em 2014, com mandato previsto para acabar em 2026. Ela atuou anteriormente no Departamento do Tesouro dos Estados Unidos e foi vice-conselheira nacional para economia do ex-presidente democrata Bill Clinton.

“Embora ainda haja mais a ser feito, fizemos um progresso notável nos últimos 10 meses para fazer os americanos voltarem ao trabalho e fazer nossa economia andar novamente”, disse Biden, um democrata, em comentários enviados por e-mail aos repórteres.

“Esse sucesso é um testemunho da agenda econômica que tenho perseguido e da ação decisiva que o Federal Reserve tomou”, disse ele.

Powell, de 68 anos, precisará ser confirmado no cargo pelo Senado, atualmente controlado pelo Partido Democrata de Biden, mas bastante dividido.

A decisão de manter Powell no cargo, um republicano e ex-advogado de private equity elevado ao cargo principal do Fed por Donald Trump, rejuvenesce o que nas últimas décadas tinha sido uma abordagem bipartidária para preencher o cargo, e vários senadores republicanos já endossaram a recondução, apesar do relacionamento instável de Powell com o ex-presidente republicano.

Mais Recentes da CNN