Blue Origin faz mistério sobre preço de ingressos para voo espacial

Empresa se recusou a informar quantos os clientes do voo desta quarta-feira (13) gastaram e pede que interessados entrem em contato diretamente

Foguete da empresa de Jeff Bezos leva ator de 'Star Trek' ao espaço
Foguete da empresa de Jeff Bezos leva ator de 'Star Trek' ao espaço Reprodução/CNN Brasil (13.out.2021)

Jackie Wattlesda CNN

Ouvir notícia

A Blue Origin se recusou a dizer quanto Chris Boshuizen e Glen de Vries – os únicos clientes pagantes do voo desta quarta-feira (13) – gastaram.

Ao contrário de sua principal concorrente, a Virgin Galactic de Richard Branson, que vende ingressos por US$ 450 mil [cerca de R$ 2,5 milhões] cada, a Blue Origin ainda não vendeu ingressos para o público em geral, e nem disse por quanto venderá os lugares.

A Blue Origin pediu às pessoas interessadas que entrem em contato diretamente. Portanto, presumivelmente, cada assento é negociado caso a caso.

Até agora, a única faixa de preço que a Blue Origin divulgou foram os US$ 28 milhões [cerca de R$ 150 milhões] que um vencedor do leilão, anônimo, gastou.

Fora isso, tudo o que sabemos é que a empresa afirma que o leilão deu um forte indício de que há muita gente ansiosa para ir ao espaço, já que 7.600 pessoas de 159 países se inscreveram para concorrer.

O fundador, Jeff Bezos, disse em julho que a Blue Origin já havia vendido US$ 100 milhões [cerca de R$ 550 milhões] em ingressos para um número desconhecido de pessoas.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler original)

Mais Recentes da CNN