Bolsas europeias fecham no vermelho com declarações de Powell e Ômicron

Índice FTSEurofirst 300 caiu 0,95%, aos 1.792 pontos, enquanto o pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,92%, aos 463 pontos

Bolsa de Valores de Frankfurt
Bolsa de Valores de Frankfurt REUTERS

Anisha SircarSusan Mathewda Reuters

São Paulo

Ouvir notícia

As bolsas europeias recuaram nesta terça-feira (30), depois que o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, alertou que a inflação nos Estados Unidos pode não ser transitória, em meio ainda a preocupações sobre a eficácia das vacinas existentes contra a variante ômicron do coronavírus.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,95%, aos 1.792 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,92%, aos 463 pontos, após ter caído 1,6% durante a sessão, para mínimas em sete semanas.

Durante depoimento ao Comitê Bancário do Senado, Powell disse que o Fed usará suas ferramentas para aliviar os preços, e pode avaliar encerrar mais cedo a redução das compras de títulos.

O Fed aguardará mais detalhes sobre a Ômicron antes de decidir sobre a política monetária, disse Powell, provocando mais expectativa em relação à reunião de dezembro.

O setor de viagem e lazer liderou as perdas na Europa, com queda de 2,8%, acumulando baixa de 20,6% em novembro – pior mês desde março de 2020.

 

Veja como ficam os mercados europeus nesta terça-feira (30):

  • Em Londres, o índice Financial Times recuou 0,71%, aos 7.059 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,18%, aos 15.100 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 0,81%, aos 6.721 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,87%, aos 25.814 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,78%, aos 8.305 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 recuou 0,56%, aos 5.433 pontos.

 

 

Mais Recentes da CNN