Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsonaro sanciona lei que garante trabalho remoto para grávidas na pandemia

    O afastamento deve ser feito sem reduções no salário e a funcionária deve seguir à disposição para o cumprimento de suas atividades à distância

    Foto: Divulgação / Pixabay

    Do CNN Brasil Business, em São Paulo*

    Ouvir notícia

    O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (12) lei que determina que as empresas devem manter as colaboradoras gestantes em trabalho remoto enquanto durar o estado de emergência de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus.

    O afastamento deve ser feito sem reduções no salário e a trabalhadora deve seguir à disposição para o cumprimento de suas atividades à distância. 

    A proposta não prevê punição ou multa para empresas que descumprirem a norma. Nesse caso, porém, elas podem ser acionadas na Justiça com ações trabalhistas. A nova lei deve ser publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira (13).

    “A sanção (…) representa uma medida saudável para proteção das gestantes e, ao mesmo tempo, para utilização de sua força de trabalho de forma segura”, declarou a Secretaria-Geral da Presidência, em nota. 

    *Com Estadão Conteúdo

    Mais Recentes da CNN