Brasil não importou mais arroz por conta da cota com tarifa zero

Aumento na importação veio com a compra de 51 mil toneladas do grão com casca, praticamente todo oriundo do Paraguai, país que já não está sujeito à tributação

Arroz em supermercado: a Camex decidiu zerar a taxa de importação para uma cota de 400 mil toneladas do produto até o final do ano
Arroz em supermercado: a Camex decidiu zerar a taxa de importação para uma cota de 400 mil toneladas do produto até o final do ano Foto: Pilar Olivares/Reuters (10.set.2020)

Marcela Ayres,

da Reuters

Ouvir notícia

O Brasil não importou mais arroz em setembro por conta da cota que zerou a alíquota do Imposto de Importação para o produto em casca e beneficiado, afirmou nesta quinta-feira o subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Herlon Brandão.

“Ainda não observamos operação de importação (de arroz) em volumes significativos decorrente da cota”, disse ele, em coletiva de imprensa.

Leia também:
Brasil compra quase 200 mil toneladas de arroz dos EUA, Índia e Guiana
IPCA-15 dispara para 0,45% em setembro, puxado por alimentos como carne e arroz

Ele ressaltou que o principal crescimento na importação de arroz veio com a compra de 51 mil toneladas do grão com casca, praticamente todo oriundo do Paraguai, país que já não está sujeito à tarifa de importação.

Em 9 de setembro, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu zerar a taxa de importação para uma cota de 400 mil toneladas do produto até o final do ano, a pedido do Ministério da Agricultura, diante do aumento de custos para a população.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN