Caminhoneiros fazem bloqueios parciais em vários estados

Maior parte das ocorrências está concentrada em Santa Catarina, mas há registros em outros 14 estados

Isabella Fariada CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

Caminhoneiros estão fazendo bloqueios parciais em pelo menos quinze estados do país. A maior parte das ocorrências está concentrada em Santa Catarina. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), porém, destaca que os pontos de retenção na região norte do estado, onde a mobilização chegou a ameaçar condições de abastecimento, já estão liberados.

Há casos identificados nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, e Pará. O acompanhamento é realizado pela PRF.

Em 12, desses 15 estados, o bloqueio vale para veículos de carga, com liberação de carros de passeio. Os dois pontos com bloqueio total estavam no Rio Grande do Sul, mas foram desmobilizados pela Polícia Rodoviária PRF ainda no final da noite da quarta-feira (8).

Segundo o boletim mais recente da PRF e do Ministério da Infraestrutura, 121 ocorrências com concentração de populares e e tentativas de bloqueio já foram identificadas e neutralizadas.

Um primeiro comunicado do ministério afirmava que as manifestações seriam finalizadas até às 0h desta quinta-feira (9). Mas a informação foi retirada pela pasta, que agora diz que não há como prever.

A pasta ainda destacou em nota que “a disseminação de vídeos e fotos por meio de redes sociais não necessariamente reflete o estado atual da malha rodoviária.”

O Ministério também destaca que os protestos que têm como origem pautas regionais, indígenas e de produtores locais também foram registrados.

Rio de Janeiro

Em três pontos distintos nas cidades de Seropédica e Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro, a Polícia Rodoviária Federal enviou equipes para acompanhar manifestações de pedestres e caminhoneiros no interior do Rio de Janeiro.

Os grupos de 30 a 40 manifestantes se apresentam como militantes de ‘apoio ao Bolsonaro e contra o STF’.

Em Seropédica, na região metropolitana do Rio, os manifestantes se concentraram na altura do km 204 da BR 116, “pedindo para os motoristas ficarem parados até amanhã” segundo o comunicado da PRF.

Diversos caminhões foram estacionados na via lateral ao longo de 1 quilômetro. Duas viaturas da PRF foram encaminhadas para o local às 15h30.

Vídeos gravados pela PRF mostram manifestantes sem máscara segurando faixas contrárias ao STF.

Na mesma cidade, no km 13 da BR 465, a PRF foi chamada às 16h25 para conter um bloqueio na rodovia. Da mesma forma, os caminhoneiros se posicionaram na via lateral, ao longo de 1,5 quilômetro. Uma viatura foi encaminhada. Segundo a PRF, na noite desta quarta-feira (08), o trânsito foi normalizado nessa região.

Em um vídeo gravado por um policial no km 75 da BR 101, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, é possível ver os manifestantes impedindo a passagem de carros e caminhões no meio da pista. “Olha aqui, manifestação no km 75 e os manifestantes já informaram que não vão desbloquear a pista, hein? Já tentamos conversar aqui com eles eu e Robinho, mas não estamos conseguindo negociar aqui”, diz um agente da PRF.

O grupo aparece gritando com os motoristas. Outro vídeo, gravado por um policial militar, mostra cones isolando duas faixas ocupadas por manifestantes que abordam os motoristas. Segundo a PRF, neste local, ainda há manifestantes.

Em Duque de Caxias, também na região metropolitana, a Polícia Militar foi chamada para acompanhar uma manifestação em frente a uma refinaria da Petrobras. A PM diz que até o momento não há ocorrências que demandem nenhum tipo de intervenção no local.

 

*Com informações de Pedro Duran, Camille Couto e Isabelle Resende, no Rio de Janeiro e Elisabeth Matravolgyi, em São Paulo

 

Mais Recentes da CNN