Canadá ajudará Ucrânia a viabilizar exportação de grãos, diz primeiro-ministro

Quase 25 milhões de toneladas de grãos estão presos na Ucrânia devido a desafios de infraestrutura e portos bloqueados no Mar Negro

Primeiro-ministro canadense Trudeau se encontra com o presidente da Ucrânia, Zelenskiy, em Kiev
Primeiro-ministro canadense Trudeau se encontra com o presidente da Ucrânia, Zelenskiy, em Kiev O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau e o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenskiy participam de uma reunião, enquanto o ataque da Rússia à Ucrânia continua, em Kiev, Ucrânia, em 8 de maio de 2022. Assessoria de Imprensa Presidencial Ucraniana / Divulgação via REUTERS

Por Tom Balmforth, da Reuters

Ouvir notícia

O Canadá ajudará a Ucrânia a encontrar opções sobre como exportar grãos armazenados para manter a segurança alimentar global que foi abalada pela invasão russa do país, disse o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, na noite do último domingo (8).

Quase 25 milhões de toneladas de grãos estão presos na Ucrânia e não conseguem deixar o país devido a desafios de infraestrutura e portos bloqueados no Mar Negro, incluindo em Mariupol, disse um representante da agência de alimentos da ONU na semana passada.

Os preços dos alimentos atingiram recordes em março, após a invasão russa à Ucrânia, que foi o quarto exportador mundial de milho na temporada 2020/21 e o sexto maior exportador de trigo. Em abril, os preços tiveram pequena queda.

“Sabemos que as pessoas ao redor do mundo vão passar fome por causa das ações da Rússia”, disse Trudeau em entrevista à Reuters.

“Há grãos esperando para serem embarcados na Ucrânia. Temos que garantir que a Rússia não impeça que os grãos dos quais o mundo precisa sejam liberados.”

Desde que Moscou lançou o que chama de “operação militar especial” na Ucrânia no final de fevereiro, a Ucrânia foi forçada a exportar grãos de trem pela fronteira ocidental.

Kiev também tem procurado usar os portos do rio Danúbio, no sul do país, para ajudar nas exportações.

Os embarques via rio Danúbio podem ser parte da solução, disse Trudeau, não revelando detalhes, mas acrescentando que várias opções estão sendo consideradas.

“Estamos apenas procurando resolver um problema muito direto.”

Analistas alertaram que a Ucrânia enfrentará uma insuficiência significativa de instalações de armazenamento na temporada 2022/23 devido a uma queda acentuada nas exportações.

Trudeau, em uma visita não anunciada à Ucrânia, disse após seu encontro com o presidente Volodymyr Zelenskiy no domingo que o Canadá está fornecendo 25 milhões de dólares ao Programa Mundial de Alimentos da ONU como parte dos esforços para manter a segurança alimentar.

O Canadá também removerá as tarifas comerciais sobre todas as importações ucranianas para o Canadá no próximo ano.

Mais Recentes da CNN