Criação de vagas de trabalho nos EUA desacelera; desemprego vai a 8,4% em agosto

A economia norte-americana criou 1,371 milhão de vagas fora do setor agrícola no mês passado, ante 1,734 milhão em julho

Reuteres

Ouvir notícia

A criação de vagas de trabalho nos Estados desacelerou ainda mais em agosto conforme a assistência financeira do governo acabou, ameaçando a recuperação da economia da recessão devido à Covid-19.

A economia norte-americana criou 1,371 milhão de vagas fora do setor agrícola no mês passado, ante 1,734 milhão em julho, mostrou nesta sexta-feira relatório do Departamento do Trabalho.

Leia também:
Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA permanecem em torno de 1 milhão
Governo dos Estados Unidos confirma corte de impostos sobre folha de salários

A taxa de desemprego caiu a 8,4% em agosto de 10,2% em julho. Economistas consultados pela Reuters projetavam abertura de 1,4 milhão de postos de trabalho em agosto e taxa de 9,8%.

Empresas vêm anunciando demissões ou licenças, colocando pressão sobre a Casa Branca e o Congresso para retomarem as negociações de outro pacote fiscal. Faltando apenas dois meses para a eleição presidencial, a situação do emprego deve fornecer munição política tanto para democratas quanto para republicanos.

Os programas para ajudar as empresas a pagarem salários já venceram ou estão prestes a acabar. Um suplemento semanal ao desempregado de 600 dólares acabou em julho.

Economistas creditam às medidas do governo a forte recuperação na atividade econômica depois de ela praticamente ter sido paralisada após o fechamento de empresas em meados de março para controlar o coronavírus.

A maioria dos ganhos de emprego foi de trabalhadores que estão sendo chamados de volta das licenças ou dispensas temporárias. Embora as novas infecções pelo coronavírus tenham diminuído, ainda existem muitos pontos de preocupação.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN